Inteligência x Sabedoria

undefined

Ontem eu aprendi uma coisa muito interessante: refletir profundamente entre inteligência e sabedoria. Quem vale mais? Aquele que é sábio ou aquele que é inteligente? Na verdade, os dois são fundamentais, porém, harmonizados, um completando o outro.

Entretanto, o sábio é quem pode mais. O inteligente “matematicamente” leva tudo em consideração; o sábio transcende, vai além.

O inteligente diz: isto não é possível! O sábio diz: não é bem assim! (Fica aquela pontinha de possibilidade). Ser inteligente não significa ser sábio; mas ser sábio tem muito da inteligência.

Em vista desta interessante análise, retifico o que já comentei antes: acreditar em Deus e seguir seus Mandamentos não é só questão de inteligência e sensatez, é antes de tudo, usar de sabedoria.

Usar de inteligência é tomar o concreto e o óbvio da vida, e transcender, usar de sabedoria; eis a harmonia. Alguém infinitamente Sábio e Poderoso criou todas as coisas.

Senão, de onde vieram todas essas coisas maravilhosas “ordenadas”, “organizadas”, “harmonizadas”? Assim pensa o sábio. A inteligência levando à sabedoria.

A sabedoria por intermédio da inteligência leva a concluir o transcendente, visto que o óbvio do limite humano é indiscutível. Fé é fruto da sabedoria porque transcende, vai além, não fica estática procurando respostas por questões advindas da inteligência na própria inteligência.

Sabedoria é admitir o transcendente quando a inteligência chega ao seu limite sem encontrar respostas.

Os cientistas são inteligentes, mas se não admitissem a transcendência do Criador seriam em nada, de sábios. Que nome eles dariam, porventura, às perguntas sem respostas?

Até aonde a inteligência os levaria? Aonde a inteligência não alcança, é sábio crer na transcendência que se chama DEUS.

Quem mais poderia ser? O acaso? O acaso não “ordena”, não “organiza”, não “harmoniza”, nem sequer possui inteligência nem sabedoria.

O acaso, repito, é o nome dado por aqueles que não querem pronunciar o nome de Deus; desconfiam que tenha sido mesmo Ele. Desconfiar já é um pouco do uso de sabedoria, já é “esbarrar” na coerência.

Alcebíades Júnior – 24/ 11/ 2006.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

Crie seu site com o WordPress.com
Comece agora
%d blogueiros gostam disto: